Confira 8 bons motivos para beber Cerveja sem culpa nenhuma!

0
23


Essa bebida tão popular ajuda a prevenir doenças, trata a insônia e controla as taxas de colesterol ruim, segundo a Läut Cervejaria.

Não é somente o vinho que está na lista das bebidas que fazem bem para a sua saúde não!
A Cerveja pode ser uma ótima opção (se bebida moderadamente) para o combate de doenças e possíveis transtornos.

A cerveja é uma bebida produzida a partir da fermentação de cereais, principalmente a cevada maltada. Acredita-se que tenha sido uma das primeiras bebidas alcoólicas que foram criadas pelo ser humano. Atualmente, é a terceira bebida mais popular do mundo, logo depois da água e do café. 

Sabia que as primeiras cervejas produzidas e comercializadas no Brasil foram batizadas de cerveja barbante?

Por conta dos barbantes que seguravam as rolhas das garrafas para impedir que saltassem longe com o efeito do gás da bebida engarrafada. As primeiras cervejarias brasileiras surgiram no fim do período monárquico, quando a família real portuguesa decidiu trazer o líquido para o país.

Antes disso, os colonizadores evitavam a popularização da bebida para incentivar o consumo do vinho produzido em Portugal. Até então, a cerveja era produzida apenas para consumo das famílias de imigrantes.

As primeiras receitas de cervejas comercializadas no Brasil eram chamadas Gengibirra e Caramuru. A primeira consistia em uma mistura de água, cascas de limão, gengibre e farinha de milho, e era vendida a 80 réis.

A segunda era vendida pela metade do preço e sua fórmula levava milho, gengibre, açúcar mascavo e água.

A história da cerveja ainda continha com uma origem bem misteriosa, porém, de fato, a bebida espalhou-se por todo o mundo e faz parte da história de diversas culturas.


De acordo com a Läut Cervejaria, situada na Cervejaria Nacional em Nova Lima, pesquisas de diferentes partes do mundo, podem comprovar que a cerveja pode:

[ ] Reduzir níveis de colesterol ruim
[ ] Prevenir o Mal de Alzheimer
[ ] Combater a gripe
[ ] E muito mais!

Confira agora 8 bons motivos para beber cerveja moderadamente sem culpa, de acordo com a Läut Cervejaria:

  • Combate a gripe

    É possível acreditar que a cerveja possa interferir no seu sistema imunológico? Um estudo japonês publicado na revista científica Medical Molecular Morphology comprova exatamente o contrário.

    Segundo os estudos dos cientistas, o lúpulo presente na cerveja possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, capazes de inibir a multiplicação do vírus respiratório, contribuindo também para a prevenção da pneumonia.


  • A Cerveja consumida moderadamente pode evitar o cálculo renal!

    Provavelmente, você já ouviu falar que cerveja tem efeito diurético, não é? De acordo com um estudo finlandês, a cerveja pode reduzir em 40% os riscos de desenvolver pedras nos rins. Mas é preciso beber com moderação para obter os benefícios.

    Se consumida em excesso, a cerveja pode ser responsável por agravar o quadro. Segundo os pesquisadores, as mulheres devem consumir até uma latinha da bebida. Já para os homens, o ideal é consumir até duas latinhas por dia.


  • Consumir a bebida pode te ajudar a tratar insônia e outros distúrbios do sono!

    De acordo com pesquisa da University of Extremadura, na Espanha, o efeito sedativo da cerveja pode ser ideal para o tratamento de insônia e distúrbios associados ao sono.

    O lúpulo presente na bebida aumenta a atividade do neurotransmissor GABA, substância que apresenta efeito sedativo e diminui a ação do sistema nervoso, preparando o organismo para um sono tranquilo.

    Para os cientistas, não é preciso exagerar no número de latinhas para obter o efeito, basta seguir a recomendação de uma latinha diária para as mulheres e duas para homens.


  • Pode previnir o surgimento de doenças cardiovasculares!

    Em um estudo holandês, publicado na revista científica The Lancet, constatou que pessoas que bebem cerveja regularmente apresentam taxas de vitamina B6 cerca de 30% mais altas quando comparadas a exames de outros que não costumam consumir a bebida.

    Quando os níveis são comparados a pessoas que bebem vinho com frequência, a concentração da vitamina chega a ser duas vezes mais elevada.

    A vitamina B6 é responsável por ajudar a eliminar a homocisteína, substância que, em excesso contribuir para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Pesquisa do Centro de Pesquisa Cardiovascular de Barcelona, na Espanha, ainda demonstrou que a cerveja possui efeito protetor do sistema cardiovascular, reduzindo a cicatriz no coração provocada por um infarto agudo do miocárdio.


  • Sabia que ela pode ser uma auxiliadora para o controle de colesterol?

    A cerveja, em especial a versão escura, conta com um grama de fibra solúvel a cada garrafa. As fibras são responsáveis por reduzir os níveis de colesterol LDL, reduzindo o risco de doenças cardiovasculares.


  • A Cerveja contribuiu para o sistema imunológico

    De acordo com um estudo publicado na revista científica Annals of Nutrition and Metabolism, o consumo moderado de cerveja traz benefícios para o sistema imunológico, tornando o organismo mais resiste a algumas infecções. Os resultados da pesquisa apontaram que, após um mês, o consumo diário de uma latinha de cerveja para mulheres e duas para homens é capaz de aumentar a concentração de células de defesa do sistema imune, elevando a produção de anticorpos.


  • Proporciona ossos fortes

    Um estudo do Kings College, em Londres, comprovou que a cerveja pode beneficiar a saúde dos ossos e do tecido conjuntivo. O silício, presente na bebida, ajuda a melhorar a densidade óssea. Já segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia, a substância, encontrada no grão da cevada, é mais abundante nas cervejas do tipo ales e nas lagers. Por outro lado, o processo de torra dos grãos de cevada reduz a concentração da substância nas cervejas escuras. As versões de trigo também apresentam taxas reduzidas de silício.


  • Previne o desenvolvimento de Alzheimer

    Um grupo de cientistas da Universidade de Loyola, nos Estados Unidos, revisou de 34 estudos que relacionam o consumo de álcool e problemas cognitivos, totalizando 365 mil voluntários analisados. Os resultados apontaram que aqueles que bebem cerveja moderadamente apresentam risco 23% menor de desenvolver Alzheimer e doenças semelhantes, quando comparados a pessoas que nunca consomem a bebida.

Eaí, vocês tem alguma preferência por alguma família ou estilo de cerveja específico? Conhecem todos os estilos que mencionei no texto?


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui