Acusado de jogar as armas usadas para matar a vereadora Marielle Franco, aparece ao lado de Jair Bolsonaro

O professor de artes marciais, Josinaldo Lucas Freitas, foi preso nesta quinta-feira, dia 03 de outubro, acusado por dar fim as provas capazes de incriminar os suspeitos da morte da ex-vereadora Marielle Franco, do Partido Socialista, e de seu motorista, Anderson Gomes. 

Recentemente, Josinaldo teria sido alvo de questionamentos devido a postagens em suas redes sociais com políticos, todos pertencentes a partidos opositores ao da vereadora. Indagado sobre a condição das imagens feitas, Djaca e seu advogado, Flávio Beiolchini, optaram por não se manifestar. Pelas condições das investigações, decidiram por não publicá-las.

O que tudo indica, o inquérito da Delegacia de Homicídios não mencionou nenhuma ligação entre o professor de artes marciais, mais conhecido por Djaca, e nosso presidente Jair Bolsonaro – nas imagens feitas, ambos fazem o sinal de positivo.

Outro fato que deixou policiais e jornalistas curiosos foi a “coincidência” curtida na foto do lutador e do político, feita por Marcio Mantovo, que também fora preso hoje. Djaca publicara em outro momento fotos com Marcello Siciliano, vereador já investigado no caso. Nos comentários, podemos observar uma proximidade e estima Josinaldo pelo vereador quando afirma “melhor vereador”.

Atualmente, o professor de artes marciais mora próximo a região de Rio das Pedras e Muzema. localizada na Zona Oeste do Rio (lugar comandado por milicianos).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui