Crivella diz que rejeição de impeachment é ‘fortalecimento’ de seu governo

0
60

Prefeito pensa em mudanças no governo a partir de agora. ‘Estou me sentindo aliviado. Estou muito feliz’. Pedido de afastamento foi rejeitado por 35 votos contra 13.

Em sua primeira agenda pública após o arquivamento do processo do impeachment na Câmara de Vereadores do Rio, o prefeito Marcelo Crivella disse, na manhã desta quarta-feira (26), que se sente feliz e aliviado e que seu governo sai “fortalecido”. O pedido foi rejeitado por 35 votos contra 13 durante votação nesta terça-feira (25)

“Estou me sentindo aliviado. Estou muito feliz. Graças a Deus, superamos essa etapa. Uma confusão tremenda. Foram três meses de luta de audiências públicas. Agora, foi o primeiro processo e acredito, o único em que as testemunhas de acusação depuseram a meu favor. Então, foi uma coisa inusitada, né?”, destacou Crivella.

De maneira tranquila, ele disse que considerou o resultado da votação do impeachment um fortalecimento de seu governo.

“Porque com 35 votos o governo pode caminhar, a gente pode aprovas as leis, isso é muito importante para a cidade. Se a gente tivesse ganhado por uma diferença de dois, três votos, sairia enfraquecido sim. Teríamos passado pelo impeachment, mas não teríamos condições de governar com a Câmara, o que seria muito ruim para a cidade”, ressaltou o prefeito.

Crivella também disse, sem se ater a detalhes, que está pensando em mudanças em seu governo. Ele preferiu citar projetos, como a lei dos cartórios e ao apelo ao juiz Marcelo Bretas para que devolva os recursos tirados do município pela corrupção para programas de acolhimento de população de rua e ao combate ao uso de drogas.

O prefeito disse ainda que vai se reunir nesta quarta com o governador Wilson Witzel para discutir parcerias em vários projetos de educação, saúde, urbanização, transporte, segurança e a construção do autódromo do Rio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui